quarta-feira, 7 de maio de 2014

O Mundo a nossos pés


O que dizer quando apesar de conhermos todos os desiquilibrios  que sistematicamente provocamos neste nosso fragil habitat, insistimos em ter um desempenho altamente lesivo dos nossos interesses. Pior. Esquecemos que este é um legado de que somos simplesmente fieis depositários cuja obrigação maior é faze-lo chegar aos nossos descendentes.




Sem comentários:

Enviar um comentário