quarta-feira, 30 de julho de 2014

Maconha ou Marijuana, não é tão má quanto a pintam...

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Sul descobriram que a maconha tem potencial no tratamento de doenças autoimunes em que a inflamação crônica é muito presente — o caso de artrite, lúpus, colite e esclerose múltipla.
Publicadas no Journal of Biological Chemistry, as descobertas mostram que a chave do potencial da maconha está em sua capacidade de reprimir algumas funções imunes, principalmente a inflamação.
Com base em pesquisas recentes que sugerem que algumas moléculas ambientais, externas ao DNA, podem alterar seu funcionamento, o estudo examinou se o princípio ativo da maconha, o tetraidrocanabinol (THC), pode afetar o DNA através de caminhos "epigenéticos" .
O grupo de moléculas com a capacidade de modificar o DNA e o funcionamento dos genes que controla é coletivamente designado como o epigenoma. Ele é composto por um grupo de moléculas chamas de histonas, que são responsáveis pela inflamação, tanto benéfica quanto nociva.
Conforme o uso da maconha se torna mais aceito, mais pesquisas são realizadas
A equipe de pesquisa, liderada por Mitzi Nagarkatti, Prakash Nagarkatti e Xiaoming Yang, descobriu que o THC pode, de fato, afetar a expressão do DNA por meio de passagens epigenéticas ao alterar as histonas.
"O estudo atual demonstra pela primeira vez que o THC pode modular as respostas imunológicas por meio de uma regulagem epigenética que envolve a modificação das histonas", afirma o resumo.
À medida que o uso recreacional e medicinal da maconha se torna cada vez mais aceito em países desenvolvidos, mais pesquisas estão sendo realizadas e mais aplicações da droga no tratamento de doenças estão sendo descobertas.
A maconha já possui uma variedade de usos medicinais, incluindo o tratamento de dor crônica, náusea, vômito e a caquexia, síndrome que afeta alguns pacientes com aids.

Tema sugerido por Ricardo Careli



Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Saude/noticia/2014/06/maconha-pode-ser-utilizada-no-tratamento-de-doencas-autoimunes-mostra-estudo.html

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Porque o verão é para ser vivido — Idehia - Instituto de Desenvolvimento Humano Integral Aplicado



O período de Verão traz consigo o calor e maior exposição solar e consequentemente algumas alterações às necessidades nutricionais.



A Associação Portuguesa de Dietistas relembra a importância da hidratação, destacada nesta altura do ano. Seja em dia de praia, passeio no campo ou em dia normal de trabalho, a garrafa de água é companhia indispensável e não é substituível por sumos ou refrigerantes - estas bebidas não têm valor nutricional, são ricas em açúcar e não devem ser ingeridas em grandes quantidades. Para responder às suas necessidades hídricas deverá ingerir diariamente entre 1,5L a 2L de água, cerca de 8 copos, exceptuando a água que ingere através alimentos. Se tiver dificuldades em ingerir esta quantidade de água, poderá experimentar aromatizá-la, adicionando à sua garrafa umas gotas de limão, folhas de hortelã ou até uma pitada de canela.

Além do enfoque na hidratação, o calor traz também a necessidade de refeições mais ligeiras. Nesta época a vasta oferta de frutas e legumes, permite que estas refeições se tornem também nutricionalmente ricas. Quando optar por substituir um prato de uma refeição principal por uma sanduiche, garanta que esta além de ser feita com pão de qualidade (preferencialmente de mistura, integral ou cereais), contém legumes (por ex: pepino, cenoura, alface, rúcula, couve roxa, entre outros) e uma fonte proteica (por ex: atum, ovo, carne, fiambre, entre outros). E, tanto nas sanduiches como nas saladas, os molhos como maionese não são uma boa opção, prefira o azeite ou um molho de iogurte simples.
Se for para a praia ou para um piquenique, lembre-se de acondicionar adequadamente os lanches, pois há alimentos que se deterioram facilmente com o calor. Assim, coloque os alimentos em lancheiras térmicas com cuvete gelada e não inclua os alimentos mais perecíveis, como ovos, fiambre e maionese e prefira levar fruta que possa consumir com casa ou cortar na altura.
Por último, os gelados, mesmo que apetecíveis não são para todos os dias. Opte por fazer granizados com fruta e leite, também refrescantes e saborosos!

Fonte: http://www.gertal.pt/nutricao.php

segunda-feira, 21 de julho de 2014

É encontrada molécula promissora para tratar insuficiência cardíaca

Uma molécula sintética mostrou ser eficaz no tratamento de insuficiência cardíaca em ratos de laboratório e começará a ser testada em humanos. A molécula sintética é produto de um projeto de pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, e da brasileira Universidade de São Paulo (USP), informou hoje a Fundação de Apoio à Pesquisa no Estado de São Paulo (Fapesp), que financia parte do projeto.
A substância, chamada Alda-1, é capaz de ativar a ALDH2, uma enzima nas mitocôndrias, que é essencial para o bom funcionamento de todas as células - incluindo as cardíacas. "Esta enzima tem uma grande importância na célula já que ajuda a evitar a acumulação de moléculas tóxicas e altamente reativas produzidas pela própria célula", explicou o pesquisador Julio Batista Ferreira, do Instituto de Ciências Biomédicas da USP e coordenador do projeto, citado em comunicado da Fapesp.
Segundo o especialista, a deficiência da ALDH2 é cada vez mais associada a diferentes tipos de doenças.
O experimento realizado na USP demonstrou que a Alda-1, por seu potencial para ativar a enzima ALDH2, foi capaz de elevar em 40% a capacidade de bombeamento de sangue do coração de ratos com insuficiência cardíaca e que, em consequência, pode ser uma aliada no tratamento deste problema. Os pesquisadores amarraram uma das artérias coronárias dos ratos para induzir a insuficiência cardíaca. Sem a irrigação do sangue, 30% das células cardíacas morreram e o resto passou a trabalhar em duplo para compensar a lesão.
"Começamos a fornecer Alda-1 semanas depois do infarto induzido e quando os animais já tinham a função cardíaca prejudicada. Após seis semanas de tratamento, medimos um aumento de 40% no volume de sangue bombeado nos ratos tratados. Nos ratos aos quais foram fornecidas outras substâncias, a função cardíaca se reduziu ainda mais", disse Ferreira.
Esses resultados foram destacados em artigo publicado na edição de junho da revista científica internacional "Cardiovascular Research".
Estudos anteriores realizados por Ferreira na Universidade de Standford já tinham mostrado que o Alda-1 tem potencial para proteger o coração após um infarto.
Os pesquisadores igualmente descobriram que os pacientes com insuficiência cardíaca, pela falta de atividade do ALDH2, têm três vezes mais moléculas tóxicas circulando pelo sangue.
Segundo a Fapesp, a molécula será provada em humanos no segundo semestre deste ano graças a um acordo da Universidade de Stanford com uma empresa privada interessada em transformá-la em uma droga comercial.
Tema sugerido por Ricardo Careli

terça-feira, 8 de julho de 2014

SAL — Idehia - Instituto de Desenvolvimento Humano Integral Aplicado

Sal, esse maldito amigo


As utilidades do sal

As utilidades do sal para a limpeza de casa

O sal é um dos principais elementos que nunca faltam na cozinha desde os tempos mais remotos. Ainda que há alguns séculos fosse considerado um bem e uma fortuna, hoje em dia, você pode comprar sal a preços bastante acessíveis.
São muitas as contra-indicações do uso indiscriminado do cloreto de sódio para a alimentação, já que trás como consequência a hipertensão, problemas renais e retenção de líquidos. Entretanto, pode ser um grande aliado na limpeza de casa. Sendo assim, se o médico te proibiu o consumo de sal, aproveite para usá-lo na limpeza.

Usos do sal em casa


  • Mantém as flores frescas por mais tempo agregando uma pitada de sal na água do vaso de flor.
  • Controla as ervas daninhas dos jardins, ao espalhar o sal nas fendas das telhas ou em suas bordas, onde geralmente essas ervas crescem.
  • Apaga as labaredas que o óleo pode produzir, jogando o sal em cima das chamas.
  • Retira a neve da rua e da calçada, polvilhando o sal sobre a neve ou geada, impedindo que essa cole no chão.
  • Repele as formigas, ao espalhar o sal na entrada de casa, em volta das janelas e embaixo das portas.
  • Seca a roupa no inverno, coloque um pouco de sal na água no último enxágue, para evitar que a roupa congele no varal, quando esse estiver a céu aberto.

sal2

  • Protege os móveis de vime, evitando que fiquem amarelados. Aplique o sal com uma escova úmida e deixe secar no sol.
  • Aumenta a vida útil das esponjas de banho ou cozinha. Depois de usá-las, coloque-as de molho na água com sal.
  • Evita a geada nas janelas de casa e do carro, ao esfregar uma esponja com água e sal.
  • Limpa o interior dos sapatos. Colocando um pouco de sal, elimina a umidade e o mau cheiro.

Usos do sal na limpeza de casa


  • Elimina toda a sujeira que se produz por queimas ou derramamento nas panelas, frigideiras, panela de pressão, forno e boca do fogão. Aplique bastante sal e retire com toalha de papel.
  • Retira as manchas de vinho dos tecidos, você deve secar com movimentos para cima, aplicando sobre a área atingida uma quantidade generosa de sal. Deixe por alguns minutos e depois enxágue a peça, caso se trate de uma roupa. Se for um tapete, varra e passe o aspirador.
  • Desodoriza e limpa a geladeira. Aplique sal e água com gás na porta e dentro da geladeira por alguns minutos antes de descongelar ou limpar.

sal3

  • Elimina as manchas de ferrugem nos tecidos, misturando um pouco de sal com suco de limão, umedecendo bem e depois secando ao sol. Lave depois, como de costume.
  • Apaga as manchas brancas sobre os móveis de madeira, depois de apoiar um copo ou algo molhado. Aplique uma camada de óleo e sal sobre a mancha, esfregue suavemente, deixe por uma hora e, então, retire.
  • Retira o óleo dos utensílios de ferro da cozinha. Espalhe um pouco de sal em cima deles e deixe por alguns minutos. Retire o excesso e lave como de costume. A mesma técnica pode ser usada para eliminar as manchas escuras de café e chá nas xícaras.
  • Reduz o mau cheiro nos frascos e garrafas, tanto de vidro como de plástico (mas, nessas últimas é mais fácil concentrar o cheiro). Adicione uma colher de sal dentro do recipiente e deixe por alguns minutos. Lave-o normalmente com detergente ou outro produto de limpeza.
  • Retira as manchas da banheira, pia do banheiro e da cozinha. Faça uma mistura de aguarrás com sal. Aplique sobre as superfícies e deixe por 15 minutos. Desse modo, aquela incômoda cor amarela sairá. Depois, passe uma esponja úmida para retirar os excessos e ficar com as peças limpas.

Salt

  • Limpe os pisos de toda a casa. Adicione em um balde com água morna, meia xícara de sal. Limpe como de costume. Se o piso for de madeira, ele terá mais brilho e se for de cerâmica, você evitará que fique sujo em seguida.
  • Dá brilho às peças de bronze, estanho, prata e cobre. Faça uma mistura em partes iguais de vinagre, farinha e sal. Aplique nos objetos e deixe por quinze minutos. Retire com uma escova suavemente e seque com um pano seco. Depois é só polir.
  • Previne acumulo de gordura e mau cheiro na pia da cozinha. Prepare uma pasta com vinagre e sal espalhe e depois deixe que escoe pelo ralo.
  • Evita que o ferro de passar cole na roupa, adicione um pouco de sal na goma de passar, isso também faz com que os lençóis e as roupas de algodão fiquem com aspecto de novos.
  • Limpa as teclas amareladas do piano. Coloque sal e suco de limãoem um pano fino e com ele esfregue para ir removendo as manchas pela umidade ou com o uso constante. O mesmo tratamento pode ser usado nas peças de mármore ou de marfim.
  • Aumenta a vida útil das escovas, antes de usá-las pela primeira vez, submergi-las na água quente com sal.
  • Dá brilho às cores das roupas ao lavá-las, como, por exemplo, as cortinas e os tapetes de fibras naturais.
  • Remove as manchas de suor da roupa. Coloque quatro colheres de sal em um litro de água quente. Esfregue com uma esponja a roupa até que a auréola desapareça.
  • Retira as manchas de sangue. Molhe a roupa na água fria com sal, lave em água com sabão e ferva. Apenas para roupas de algodão, linho e fibras naturais.


Acções